Busca

quinta-feira, dezembro 29, 2011

Radiação de conexões Wi-Fi pode afetar fertilidade masculina, diz pequisa

Utilizar um laptop com conexão sem fio à internet pode prejudicar a fertilidade masculina, comprovaram presquisadores argentinos. Eles descobriram que a radiação Wi-Fi pode matar espermatozóides - ou seja, o risco surge quando a máquina é usada no colo.


Quando a conexão sem fio é ligada ela cria uma espécie de radiação eletromagnética que causa danos ao sêmen, disseram os cientistas. Os pesquisadores argentinos realizaram testes após tomar amostras de sêmen de 29 homens saudáveis, colocando algumas gotas em um laptop conectado na internet via WiFi. Quatro horas mais tarde alguns dos espermatozóides parecem ter sido afetados por radiação WiFi.

Um quarto dos espermatozóides já não estavam nadando, em comparação com apenas 14 % das amostras de sêmen armazenado na mesma temperatura longe do computador. Cerca de 9 %  dos que ficaram no computador mostraram danos ao DNA, três vezes mais do que as amostras de comparação.

De acordo com o chefe da pesquisa, Conrado Avendano, a culpada é a radiação eletromagnética gerada durante a comunicação sem fio.

Segundo a American Urological Association, quase um em cada seis casais dos EUA têm dificuldade para conceber um bebê, em cerca da metade dos casos o homem está na raiz do problema. Embora o impacto da tecnologia moderna ainda seja obscura, o estilo de vida não importa, dizem os pesquisadores.

No início deste mês, um relatório em Fertility and Sterility mostrou que os homens que comem uma dieta rica em frutas e grãos e pobre em carne vermelha, álcool e café têm uma melhor chance de obter sua companheira grávida durante o tratamento de fertilidade.


Fonte: O Dia Online 

Nenhum comentário: