Busca

sexta-feira, fevereiro 03, 2012

Entrevista com Tecnólogos - Rio de Janeiro

6ª Entrevista com Tecnólogos em Radiologia


Por Mariana Duarte

Nome:  Leonardo Flor

Situação acadêmica: Concluído

Instituição de Graduação: UNESA - Universidade Estácio de Sá

1- O curso de Tecnólogo em Radiologia foi uma escolha ou foi por acaso?

Quando resolvi fazer o curso já tinha o conhecimento e sempre dispertei interesse pela área da saúde, uma vez que minha família, na sua grande maioria, trabalha nesta área, fiz uma pesquisa e através de uma reportagem sobre radiologia resolvi fazer o curso de Tecnólogo em Radiologia por escolha própria.

2- Quantos semestres tem o seu curso?

Seis semestres.

3- Como você avalia o seu curso? Foi o que você esperava?

Foi bom, mas em algumas matérias poderia ser melhor, pois, muita das vezes o professor que ministra as matérias que estão ligadas ao dia-a-dia do profissional das técnicas radiológicas deveriam, em minha opinião, estarem ligados ou ter alguma experiência na área. Mas, isso infelizmente não ocorre, o professor nunca teve contato com a prática, apenas com a teoria, nestes casos fica difícil passar a informação corretamente.

4- Com relação aos professores, atingiram às suas expectativas? Foi aluno de algum Tecnólogo? 


Os professores, como citei na pergunta acima, tiveram essa dificuldade na parte prática. Tive aula de Ressonância Magnética com um Tecnólogo que, realmente, superou às expectativas, foi uma das melhores matérias que tive dentre as aplicadas no curso.

5- Quanto às matérias vistas no curso, acha que faltou algo a ser visto?



Acho que as matérias, como Ressonância Magnética, Tomografia Computadorizada e Radioterapia, poderiam ser mais que um período, penso que assim o nível do curso, neste caso, elevaria dentre os demais.

6- A instituição foi otimista quanto ao seu curso? Deram segurança quanto ao futuro da sua profissão?



Na verdade, o curso sempre vende o melhor, mas quando o aluno começa a realizar os estágios é possível identificar que a profissão ainda requer melhorias como, por exemplo, aceitação em concursos apenas para tecnólogos. Em relação ao futuro, depende mais do aluno do que da própria instituição de ensino, o que muita instituição faz que não é correto são as promessas de estágio e não cumprem com as mesmas.


7- A mensalidade que você pagou achou justa c/ relação ao que lhe foi oferecido?
 

Sim. 

8- Qual foi o tema da sua monografia?

Tomografia Computadorizada na atuação do diagnóstico do traumatismo crânio-encefálico.

9- Comente sobre o seu estágio. Estagiou por quanto tempo? Foi produtivo? Onde foi (hospital, clínica)? Foi remunerado?

Realizei o estagio no Hospital São Vicente de Paulo, é uma instituição muito boa, acreditada internacionalmente com profissionais excelentes. A área de radiodiagnóstico é toda digital com equipamentos de última geração. Com a caminhada no meu estágio cheguei a contratação e hoje sou o responsável tecnólogo da equipe técnica (coordenador), fiquei aproximadamente dois anos estagiando e tenho 4 anos como profissional.

10- Quem o supervisionou no estágio (Técnico, Tecnólogo..)?

Técnico.


11- Qual a situação do curso em seu estado? É novo, tem formados, há várias instituições com o curso?

Hoje, na cidade do Rio de Janeiro há várias instituições responsáveis por ministrar cursos ligados à área tecnológica, nem sempre o ensino é de boa qualidade. Acho que hoje na cidade tem tantos cursos que antes de realizar qualquer escolha a melhor opção é verificar alguém que já tenha feito o curso e tenha uma melhor opinião antes de qualquer escolha.

12- Você já tem registro no Conter?


Sim.


13- Qual a perspectiva de emprego na área, onde vive? E a faixa salarial?


A radiologia é uma área que, nos últimos anos, cresceu absurdamente na saúde com equipamentos e software novos que possibilitam, com certeza, um diagnóstico mais preciso. Com isso, para buscar um lugar bacana no mercado de trabalho é necessário estar preparado, em questões salariais depende muito da instituição e o que o Tecnólogo faz, mas gira em torno de R$ 1.800 a R$ 2.400. Esse valor não tem muita variação entre essas duas opções de valores.

14- Você trabalha ou conhece quem trabalha como Tecnólogo em Radiologia?


Sim, trabalho e tenho outros amigos que conheço que também estão trabalhando.

15- Em que área pretende atuar na radiologia?

Hoje, atuo na área de diagnóstico (Radiologia digital, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética).

16- Você tem alguma especialização na área?

Estou cursando Pós em Gestão Hospitalar.

17- Já houve concurso para Tecnólogo em sua região?

Ainda não, que eu  tenha tomado conhecimento.

18- Comente o que quiser.

Achei bem bacana a iniciativa e gostei de responder essas perguntas, hoje a radiologia está carente de pessoas com boas idéias e iniciativas, um fator preponderante na minha cidade. E em relação aos cursos, hoje em qualquer bairro você encontra um curso de radiologia, seja ele de formação técnica ou extensão e nem sempre esses profissionais que estão sendo formados estão preparados para atender ao mercado.
Termina acontecendo a decepção por parte do profissional que nem sempre consegue um lugar no mercado, agradeço pela oportunidade e tenha um bom dia. 


Concordo bastante com você, Leonardo! Está faltando qualidade nos cursos oferecidos. E há muitos cursos sendo abertos e poucas oportunidades sendo ofertadas.
Obrigada pelas respostas!

Se você quiser participar da entrevista, clique aqui! Somente São Paulo e Bahia completaram as "vagas" na entrevista, ainda temos um Brasil inteiro aí pra falar dos Tecnólogos! Participe!


Confira as entrevistas anteriores:


São Paulo


São Paulo


Pernambuco


Um comentário:

Air Trainning disse...

Me dê um ótimo motivo p/ que apenas Tecnólogo seja aceito em concursos.